O boletim epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde, divulgado nesta manhã, confirmou 116 casos de coronavírus no estado. Com as novas confirmações, o total de diagnósticos no estado chegou a 1.496 pessoas infectadas. Também foi confirmada a morte do policial civil Helbert Peres Lima, 54 anos, que morreu neste domingo (17) em Araguatins.

Araguaína, no norte do estado, teve 53 destes novos diagnósticos e continua sendo o município com maior quantidade de infectados, totalizando 631 pessoas com Covid-19.

Palmas teve mais 37 pessoas infectadas e chegou a 300 casos. Os outros diagnósticos foram em Aragominas (2), Araguatins (1), Colinas do Tocantins (2), Tabocão (3), Guaraí (3), Miracema do Tocantins (1), Nova Olinda (6), Palmas (37), Presidente Kennedy (1), Riachinho (2), Santa Fé do Araguaia (1), Wanderlândia (1) e Xambioá (3).

De acordo com a secretaria, o Laboratório Central De Saúde Pública Do Tocantins (Lacen) fez 350 testes e teve 93 resultados positivos. Os outros 23 pacientes foram diagnosticados com testes rápidos. Estes novos casos são referentes aos pacientes testados neste domingo (17).

Do total de infectados, 269 se recuperaram e 1.195 estão em isolamento domiciliar ou hospitalar. O estado tem 32 mortes em decorrência do coronavírus.

O Lacen também diagnosticou 20 casos positivos do novo coronavírus para os estados de Alagoas, Ceará, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piaui e Sergipe.

Mortes por Covid-19 no Tocantins

  • Araguaína - 631 casos e sete mortes
  • Palmas - 300 casos e três mortes
  • Gurupi - 53 casos e uma morte
  • Nova Olinda - 47 casos
  • Cariri do Tocantins - 46 casos
  • Paraíso do Tocantins - 45 casos e três mortes
  • São Miguel do Tocantins - 30 casos e três mortes
  • Araguatins - 30 casos e quatro mortes
  • Sítio Novo do Tocantins - 29 casos e uma morte
  • Axixá do Tocantins - 25 casos e duas mortes
  • Colinas do Tocantins - 23 casos
  • Guaraí - 17 casos e uma morte
  • Darcinópolis - 14 casos
  • Itaguatins - 14 casos
  • Tocantinópolis - 14 casos e uma morte
  • Wanderlândia - 12 casos
  • Xambioá - 12 casos
  • Praia Norte - 11 casos
  • Maurilândia do Tocantins - 10 casos
  • Augustinópolis - 10 casos e duas mortes
  • Tabocão - nove casos
  • Miranorte - oito casos e uma morte
  • Couto Magalhães - oito casos
  • Porto Nacional - sete casos e uma morte
  • Goiatins - sete casos
  • Alvorada - cinco casos
  • Pugmil - cinco casos
  • Sampaio - quatro casos
  • Aguiarnópolis - cinco casos e uma morte
  • Ponte Alta do Tocantins - quatro casos
  • Miracema do Tocantins - quatro casos
  • Barrolândia - quatro casos
  • Dueré - quatro casos
  • Formoso do Araguaia - quatro casos
  • Oliveira de Fátima - três casos
  • São Bento do Tocantins - três casos
  • Aragominas - três casos
  • Palmeiras do Tocantins - três casos
  • Abreulândia - dois casos
  • Aliança do Tocantins - dois casos
  • Figueirópolis - dois casos
  • Fátima - dois casos
  • Aurora do Tocantins - dois casos
  • Esperantina - dois casos
  • Marianópolis do Tocantins - dois casos
  • Pedro Afonso - dois casos
  • Bandeirantes do Tocantins - dois casos
  • Presidente Kennedy - dois casos
  • Santa Fé do Araguaia - dois casos
  • Riachinho - dois casos
  • Araguaçu - um caso
  • Ananás - um caso
  • Buriti do Tocantins - um caso
  • Caseara - um caso
  • Dianópolis - um caso
  • Lizarda - um caso e uma morte
  • Nova Rosalândia - um caso
  • Novo Acordo - um caso
  • Silvanópolis - um caso

Mortes por Covid-19 no Tocantins

O Tocantins contabiliza 32 mortes por coronavírus. A última registrada foi do policial policial civil Helbert Peres Lima, 54 anos, que morreu neste domingo (17) em Araguatins.

Também no fim de semana morreram uma mulher, de 66 anos, moradora de Axixá do Tocantins; uma mulher de 69 anos, moradora de São Miguel do Tocantins; um homem, de 82 anos, morador de Araguatins e outro homem, de 73 anos, morador de Araguaína.

Na sexta-feira (15) também foram três mortes. Um deles é um caminhoneiro, de 38 anos, morador de Porto Nacional, que estava internado no Hospital Regional da cidade e não resistiu na sexta-feira (15).

O outro é um homem, de 47 anos, morador de Araguatins. Ele morreu no dia 12 de maio no Hospital Regional de Augustinópolis, norte do estado. E uma mulher, de 57 anos, moradora de Paraíso do Tocantins, com obesidade. A morte foi registrada nesta sexta-feira, no Hospital Geral de Palmas.

Também faz parte das estatísticas uma jovem, de 22 anos, moradora de Araguaína, que morreu na última quinta-feira (14). Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, ela era asmática e tinha obesidade.

Dois moradores também de Araguaína morreram no Hospital Dom Orione. Um deles tinha 48 anos e morreu na quarta-feira (13). O outro morreu nesta quinta-feira (15), tinha 64 anos e era portador de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

Sete foram confirmados na quarta-feira (12). Entre as vítimas estão os ex-vereadores Everaldo Torres, de 52 anos, e Almiro Aguiar da Silva, de 59 anos. Uma moradora de Axixá do Tocantins, Francisca Landim Sousa Lira de 43 anos, também morreu e o exame confirmou que foi por Covid-19. Dois idosos de 79 e 83 anos morreram na UTI de um hospital particular de Araguaína.

Um homem de 84 anos que era hipertenso e tabagista também morreu em Araguaína. Já um morador de São Miguel do Tocantins era tratado no Maranhão, mas também não resistiu.

Uma idosa de 87 anos também não resistiu e morreu no Hospital Geral de Palmas. Ela era moradora de Guaraí. Moradores de Gurupi e de Paraíso do Tocantins morreram após diagnósticos da doença. Eles tinham 56 e 57 anos e estavam internados em hospitais públicos.

Maria Aparecida da Silva de 62 anos morreu no dia 30 de abril e Cícera Pereira Silva de 78 anos, que morava em Sítio Novo do Tocantins, morreu no dia 29 do mesmo mês após ter o diagnóstico da doença.

Já o caminhoneiro Valdir Conceição Teles de 52 anos morreu ao dar entrada no Hospital Geral de Palmas. O empresário Erlim de Andrade, de 68 anos, morador de Paraíso do Tocantins, não resistiu e morreu enquanto fazia tratamento em Goiânia. A servidora da saúde de Palmas, Romana Sousa Chaves de 47 anos morreu em 14 de abril em um hospital particular. 


Fonte: G1