29 de jan de 2018

Pai de menino encontrado morto pede cuidado com crianças na praia

Pai pediu cuidado com crianças na praia (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)

"Se alguém for tomar banho na praia e levar criança não deixa acontecer isso não porque hoje eu perdi meu filho, mas tenho certeza que o que pude fazer por ele, eu fiz enquanto ele estava vivo". Esse foi o apelo de Manoel José Batista, pai de Davi Batista dos Santos, que tinha seis. O menino e Ludmylla Póvoa Ferreira, que tinha cinco anos, foram encontrados mortos neste domingo (28), após desaparecerem na tarde deste sábado (27), em Porto Nacional. Segundo os Bombeiros, tudo indica que se afogaram.

Elas sumiram enquanto brincavam às margens do rio Tocantins em um local conhecido como Prainha. Os corpos serão enterrados na manhã desta segunda-feira (29). De acordo com a família, o enterro será realizado no cemitério Nossa Senhora das Mercês, em Porto Nacional.

Segundo os Bombeiros, a mãe do menino, que estava no local com as crianças, cochilou e quando acordou, não as viu mais.

As crianças vivem com Manoel, em Palmas, que além de pai do Davi, era padrasto de Ludymilla. "Eles foram passar uns três dias com a mãe e os avós em Porto Nacional. Aí ele foi convidado para um aniversário e mandaram a Ludmylla junto para participar da festa. Pelo Davi não ter ido viajar nas férias, eu deixei ele vir passar uns três dias com eles aqui", conta o pai.

A última pessoa que falou com as crianças foi o primo de Davi, o estudante Guilherme Vieira. Ele estava mais distante da margem quando viu os dois indo na direção do rio. Pediu para que eles voltassem e pouco tempo depois já haviam desaparecido.

"Estava brincando de ir para o fundo e eu falei para o Davi voltar. Ele voltou e foi para areia brincar. Aí a gente foi procurá-lo e não achamos", conta.

O local, muito frequentado por famílias de Porto Nacional ficou vazio durante o domingo. O rio, considerado raso, esconde armadilhas. Em alguns pontos, já bem próximo da margem a profundidade é grande.

"Cerca de alguns minutos após o início das buscas a gente conseguiu encontrar a primeira vítima, que foi a Ludmylla. Depois de alguns instantes a gente encontrou o corpo do Davi", diz o subtenente do Corpo de Bombeiros, Danilo Neres.

Os Bombeiros informaram que os corpos foram encontrados na água, a 30 metros da areia. Os militares foram chamados por volta das 16h30 de sábado. Durante a tarde, fizeram mergulhos no rio, mas encerraram os trabalhos por volta das 18h. Eles recomeçaram as buscas por volta das 5h deste domingo.


Fonte: G1 Tocantins
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fechar


 


Galeria de Fotos