6 de mar de 2016

Miracema do Tocantins zera casos de Leishmaniose Visceral e recebe menção honrosa por serviços prestados a comunidade


O certificado entregue pela Secretaria de Estado da Saúde reconhece todas as ações e os benefícios levados até a comunidade de Miracema por meio do controle e combate as endemias desenvolvido pela Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Saúde, nos últimos três anos.

Para as ações relacionadas a Leishmaniose Visceral- Calazar, a Coordenação de Controle e Combate a Endemias cumpriu todas as metas propostas, obtendo avaliação máxima nos quesitos. Com o intenso trabalho, Miracema do Tocantins conseguiu zerar a ocorrência de óbitos ocasionado por este agravo.
Ainda segundo informações da Semus, para receber a menção de honra, Miracema do Tocantins precisaria alcançar nota máxima nos quesitos investigação e encerramento de casos notificados, que foram plenamente conquistados pela gestão municipal. É ainda observado pela Sesau se todos os pacientes notificados receberam a atenção integral desde a notificação até o encerramento do caso. Em 2015, a grande maioria das notificações foram descartadas para Leishmaniose Visceral. 
Outros quesitos de excelência

Miracema do Tocantins conseguiu realizar inquérito sorológico canino alcançando o total de 91% dos cães examinados no decorrer do ano de 2015. Com isto, as equipes envolvidas conseguiram mapear áreas de risco e intensificar as estratégias de prevenção e promoção da saúde nos locais identificados. 
O documento entregue pelo Governo do Estado concede ao município de Miracema do Tocantins a Classificação Ouro.

Para o Coordenador de Controle e Combate a Endemias, Thiago Sabino, tal reconhecimento só foi possível através do incansável trabalho realizado pelas equipes de saúde, deste os agentes de investigação responsáveis pela coleta de material sanguíneo para sorologia canina, da equipe de vigilância epidemiológica no acompanhamento e investigação de casos suspeitos e a população que fez a sua parte não dando oportunidade para a proliferação do vetor Flebotomineo, mosquito transmissor da Leishmaniose ( calazar).
Para a prefeita Magda Borba, a menção de honra só comprova o trabalho realizado pela gestão, o compromisso com a saúde do povo de Miracema e os investimentos da área da saúde. “Este documento é o reconhecimento de todo um trabalho. Estamos todos orgulhosos e parabenizamos cada servidor público e também a população”, comentou a prefeita.
Redução
Com o trabalho preventivo, os casos da doença diminuíram consideravelmente no Município de Miracema do Tocantins. Em 2013 foram registrados oito casos da doença. Em 2014 o número cai e quatro casos foram identificados. Já em 2015, Miracema do Tocantins não registrou casos de Leishmaniose Visceral.
“ A redução é de 100%, e o município está livre da existência em casos humanos. Este resultado mostra nossa capacidade e como uma gestão organizada é capaz de promover a saúde da cidade com responsabilidade e resultados”, destacou Thiago Sabino.



Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fechar


 


Galeria de Fotos