8 de out. de 2015

Após 131 dias, professores da UFT decidem terminar greve no TO


Após 131 dias parados, os professores da Universidade Federal do Tocantins (UFT) decidiram terminar a greve no estado. A decisão foi anunciada após assembleias realizadas na manhã desta quinta-feira (8). Os docentes também anunciaram que o retorno das aulas está previsto para o dia 19 deste mês.
Os câmpus da UFT em Palmas, Araguaína, Tocantinópolis e Miracema do Tocantins votaram a favor do término da paralisação. Apenas os de Arraias e Porto Nacional votaram contra o fim da greve. O campus de Gurupi não havia entrado no movimento.
Os professores pararam as atividades em 28 de maio deste ano. Eles reivindicavam melhores condições de trabalho, garantia de autonomia, reestruturação da carreira e valorização dos professores ativos e aposentados, além de defenderem o caráter público da educação, mas encerraram a greve sem um acordo com o governo.
Os servidores técnicos administrativos, que também estavam em greve desde maio, suspenderam a paralisação no mês passado. Em nota, o sindicato da categoria havia informado que tomou a decisão porque não houve qualquer avanço nas negociações com o governo. O documento diz ainda que a intenção é mobilizar os servidores e fortalecer as bases para um "futuro momento de luta".

Fonte: G1
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

MIRACEMA TV ONLINE

Fechar


 


Galeria de Fotos