17 de ago de 2015

Vereadora do PT apresentará proposta que reduz salário de parlamentares de Araguaína e equipara ao de professores

Silvinha do Sintet, explicou que um dos principais objetivos do PL é fortalecer a luta dos educadores por melhores condições salariais.

Da Redação
A vereadora Silvinha do Sintet (PT) está preparando um polêmico Projeto de Lei (PL) de sua autoria para apresentar na Câmara de Araguaína nos próximos dias. A proposta é mexer no bolso dos vereadores, diminuindo o salário dos parlamentares, equiparando os seus vencimentos ao valor mensal que recebem os professores de Nível Superior do município.

Objetivos da Proposta

Em entrevista exclusiva ao Portal O Norte, Silvinha do Sintet, explicou que um dos principais objetivos do PL é fortalecer a luta dos educadores por melhores condições salariais: “Eu estou vereadora, mas sou educadora e sei da importância desses profissionais que atuam na área da educação e abraço a luta deles pela sua valorização”, disse Silvinha lembrando que o salário de um professor de Nível Superior no município seria pouco mais de R$ 3 mil reais enquanto o de vereador chega a aproximadamente R$ 10 mil reais.

Outra questão levantada pela vereadora é a razão pela qual, muitas pessoas se candidatam ao cargo parlamentar - o salário - para ela, “as pessoas devem pleitear uma vaga na Câmara com o objetivo de representar os interesses do povo e não os próprios interesses, a busca de uma ascensão econômica”.

Como Surgiu a Ideia?

Silvinha revelou que a ideia de apresentar tal projeto surgiu depois da repercussão nacional dos casos dos municípios de Jacarezinho e Santo Antônio da Platina, no Paraná, onde após pressão popular, as Câmaras cortaram o salário dos parlamentares: “Se lá a população aprovou porque não apresentarmos uma proposta semelhante aqui?”, indagou a vereadora.

Análise Jurídica

Ainda em entrevista, Silvinha disse que encaminhou o Projeto de Lei para advogados analisarem questões de constitucionalidade. Segundo ela, a intenção é protocolar até a próxima quinta-feira, 20, na Câmara. Depois deste procedimento, o documento deve ser encaminhado para as Comissões de Redação e Justiça, que têm 15 dias para analisar a proposta e inserir ou não na pauta da Casa.

Assunto Polêmico

A expectativa da vereadora é que tudo dê certo para que o debate sobre a equiparação do salário dos vereadores ao de professores comece ainda este mês. Mas o assunto já vem batendo na porta de vereadores da Câmara, em recente entrevista ao programa “Boa Tarde Cidade” na Rede Líder, o vereador Aldair da Costa Gipão (PR), foi questionado sobre o assunto, e já deixou bem claro que se algum projeto sobre redução do salário dos parlamentares fosse colocado em pauta, ele votaria contra: “Não vou ser hipócrita, ninguém quer diminuir o salário que recebe”, disse Gipão.

Fonte: Portalonorte
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fechar


 


Galeria de Fotos