27 de ago de 2015

STJ manda soltar Carlesse por constatar irregularidades na ordem de prisão

Deputado Mauro Carlesse estava detido desde o dia 31 de julho
A prisão civil do deputado estadual Mauro Carlesse (PTB) foi revogada na quarta-feira, 26, pelo Superior Tribiunal de Justiça (STJ). Conforme a assessoria do parlamentar, a determinação deve-se à constatação de irregularidades na ordem de prisão. Independente da decisão, as partes se compuseram pondo fim à demanda.

Todas as demais questões não podem ser divulgadas diante do caráter de segredo de Justiça que protege o processo.

Segundo divulgou a assessoria, "como homem público, o parlamentar esclarece o fim deste episódio, sem ferir o limite da ética e confundir este impasse pessoal com suas pretensões de trabalho pelo Tocantins". Mauro Carlesse disse, na nota da assessoria, que "está pronto para seguir atendendo a agenda política do Estado".

Entenda
Mauro Carlesse foi detido na Assembleia Legislativa no dia 31 de julho, devido ao processo de pagamento de pensão movido pela ex-esposa do parlamentar, que exige R$ 50 mil, cobrando ainda retroativo de R$ 300 mil. Na sexta-feira, 21, foi encaminhado a um alojamento do Comando Geral da Polícia Militar. O petebista defende que já repassa 30% do salário às filhas. A prisão foi expedida pela Segunda Vara Cível da Comarca de Barueri (SP).




Fonte: Portal CT
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fechar


 


Galeria de Fotos